7 músicas para lembrar que Belchior morreu mais atual do que nunca

7 músicas para lembrar que Belchior morreu mais atual do que nunca

O Brasil perdeu hoje, 30 de abril, um pedaço da sua história musical: Belchior. Enigmático, ele viveu sem paradeiro certo. Cearense de Sobral, nascido...

Experimente: Universo Relativo
7 músicas para aliviar o seu estresse com o SiSU
Playlist: 11 lançamentos autorais de 2016

O Brasil perdeu hoje, 30 de abril, um pedaço da sua história musical: Belchior. Enigmático, ele viveu sem paradeiro certo. Cearense de Sobral, nascido em 26 de outubro de 1946, Antônio Carlos Belchior deixou uma obra vasta, 22 discos, relegada às margens do mercado fonográfico dos anos 1990.

O compositor era autor de poesia refinada, conhecedor de línguas latinas e da literatura clássica. Usava as palavras como instrumento de luta política, do despertar da consciência e contra os mecanismos ideológicos da opressão. Confira:

1.Tocando por música

“Hoje eu não toco por música
Hoje eu toco por dinheiro
Na emoção democrática
De quem canta no chuveiro”

2.Apenas um rapaz latino americano

“Não me peça que eu lhe faça
Uma canção como se deve
Correta, branca, suave
Muito limpa, muito leve
Sons, palavras, são navalhas
E eu não posso cantar como convém
Sem querer ferir ninguém”

3.Alucinação

“Mas eu não estou interessado
Em nenhuma teoria
Em nenhuma fantasia
Nem no algo mais
Longe o profeta do terror
Que a laranja mecânica anuncia
Amar e mudar as coisas
Me interessa mais”

4.Divina comédia humana

“Eu quero gozar no seu céu, pode ser no seu inferno
Viver a divina comédia humana onde nada é eterno
Ora direis, ouvir estrelas, certo perdeste o senso
Eu vos direi no entanto:
Enquanto houver espaço, corpo e tempo e algum modo de dizer não
Eu canto”

5.Fotografia 3×4

“Esses casos de família e de dinheiro eu nunca entendi bem
Veloso, o sol não é tão bonito pra quem vem do norte e vai viver na rua
A noite fria me ensinou a amar mais o meu dia
E pela dor eu descobri o poder da alegria
E a certeza de que tenho coisas novas
Coisas novas pra dizer”

6.Coração selvagem

“Meu bem, talvez você possa compreender a minha solidão
O meu som, e a minha fúria e essa pressa de viver
E esse jeito de deixar sempre de lado a certeza
E arriscar tudo de novo com paixão
Andar caminho errado pela simples alegria de ser”

7.Como nossos pais

“Por isso cuidado meu bem
Há perigo na esquina
Eles venceram e o sinal está
Fechado pra nós, que somos jovens”