Versos Que Compomos na Estrada lança clipe de “Naquele Tempo”, inédita de Adoniran Barbosa

Versos Que Compomos na Estrada lança clipe de “Naquele Tempo”, inédita de Adoniran Barbosa

Trinta anos depois da morte de Adoniran Barbosa, 14 letras e partituras inéditas do grande sambista foram descobertas em uma antiga gravadora. Nas mão...

Obra de Adoniran Barbosa é declarada patrimônio imaterial
Experimente: Freddy Groovers
100 anos de samba!

Trinta anos depois da morte de Adoniran Barbosa, 14 letras e partituras inéditas do grande sambista foram descobertas em uma antiga gravadora. Nas mãos do produtor Lucas Mayer, as canções ganharam ritmo, cor e até vídeo, reascendendo a obra e conversando com a música brasileira atual. O bonito projeto ganha edição digital e física, em CD e DVD, pela Gravadora Eldorado.

O título do projeto é Adoniran – Se Assoprar Posso Acender de Novo, contendo participação de 20 intérpretes da música brasileira, incluindo Ney Matogrosso, Criolo, Fernanda Takai, Liniker e vários outros nomes.

Um deles, o Versos Que Compomos na Estrada, fez “Naquele Tempo”, composição de Adoniran com Serafim Almeida. E hoje o Brasileiríssimos traz com exclusividade o vídeo da canção.

Junto, batemos um papo com a banda sobre o projeto, a gravação e Adoniran Barbosa:

  1. Cassio Pardini, produtor de cinema e sócio da Latina Estudio, que assina a produção do DVD e encontrou as partituras, que já tinham o reconhecimento da Maria Helena (filha de Adoniran) e estavam inclusive registradas pelo CEDAC, antiga editora de Juvenal Fernandes, amigo de Adoniran, e que recebeu do próprio as letras e tratou de musicar, com músicos do seu casting para então registra-las.

 

Como foi descobrir uma material tão valioso para música nacional?

“Posso dizer que foi uma das experiências mais incríveis que já vivi, mesmo separando a emoção do fã, do trabalho de produtor. Eu esperava uma música e a antiga editora nos entregou 14. Acreditava que pudessem ter algumas realmente boas, mas o Lucas junto com os interpretes, conseguiram realizar um trabalho lindo com todas as 14. E por fim, imaginava, que alguns fãs ficariam felizes com este trabalho, mas confesso que a receptividade está incrível! Bem disse Adoniran: Se assoprar, posso acender de novo!”

 

  1. Lucas Mayer, produtor musical e sócio da DaFne Music, responsável pela produção musical do disco e também assina a direção do DVD.

 

Como foi o processo de produção do disco?

“Meu papel foi transformar em poesia aquilo que saía pronto nas vozes de cada artista, de cada interpretação que surgia daquelas frases do grande cronista Adoniran Barbosa. O arranjo veio da demanda do estilo do intérprete. No caso do Versos, já tinha a linguagem na cabeça por ter produzido a banda anteriormente e o que acrescentei foi um arranjo de trompas, acordeom e flautas para trazer ainda mais profundidade à música. É uma mistura de uma canção romântica, interpretada por um casal e com uma base profunda. Fiquei muito feliz com essa música e ter dirigido a imagem do clipe mesclando muita fusão, fez-me vê-los como um só, você enxerga um no olhar do outro, e consegue ouvir a música com mais profundidade, quando observa essas sobreposições de imagens”.        

 

  1. Versos que Compomos na Estrada, banda que interpreta “Naquele Tempo”  (Adoniran Barbosa e Serafim Almeida).

 

Como foi participar do projeto e interpretar uma música inédita de Adoniran?

“Ver bem de perto aquelas letras intocadas do Adoniran Barbosa (João Rubinato), provavelmente o maior contador de histórias paulistano, pra gente que gosta de contar histórias em nossas canções, foi uma experiência muito muito forte. Foi uma aula mergulhar na forma como ele compunha, com a linguagem simples e verdadeira do paulistano da época, associado à riqueza com a qual construía os cenários e lugares, contando histórias tão reais e que fazem tanto sentido, mesmo depois de 40 anos. A obra do Adoniran é linda. Faz a gente se sentir vivos, sabe? Então poder contar uma de suas histórias ao lado ainda de tantos artistas incríveis foi uma grande honra. No dia do lançamento do álbum uma mariposa invadiu meu quarto (Lívia) durante à noite, de manhã ainda estava lá. Suspeito que tenha sido ele, rs <3”. 

Ouça o álbum completo: