‘Que Horas Ela Volta?’ representa o Brasil na corrida pelo Oscar

‘Que Horas Ela Volta?’ representa o Brasil na corrida pelo Oscar

O longa-metragem Que Horas Ela Volta?, escrito e dirigido por Anna Muylaert, foi escolhido para representar o Brasil na disputa por uma vaga na catego...

EXCLUSIVO: Entrevista com Caetano Veloso
10 músicas para matar a saudade do Chorão
Jovem Guarda brasileira

O longa-metragem Que Horas Ela Volta?, escrito e dirigido por Anna Muylaert, foi escolhido para representar o Brasil na disputa por uma vaga na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar 2016. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (10) pela Comissão Especial de Seleção do Ministério da Cultura.

O filme de Muylaert, estrelado por Regina Casé e Camila Márdila, concorreu com outros sete candidatos: A história da eternidade (Camilo Cavalcante), Alguém Qualquer (Tristan Aronovich), Campo de Jogo (Eryc Rocha), Casa Grande (Fellipe Barbosa), Entrando Numa Roubada (André Moraes), Estrada 47 (Vicente Ferraz) e Estranhos (Paulo Alcântara).

Além do representante brasileiro, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos receberá uma indicação de cada país considerado estrangeiro, e somente em janeiro irá revelar os cinco filmes finalistas. A cerimônia do Oscar 2016 acontece no dia 28  de fevereiro.

Que Horas Ela Volta?

Val (Regina Casé) deixa sua filha Jéssica (Camila Márdila) em sua terra natal, Pernambuco, para seguir em busca de melhores oportunidades de trabalho em São Paulo. Chegando lá, encontra um emprego de empregada doméstica em uma casa de família de classe alta, onde também presta serviço como babá do filho de seus patrões, Fabinho (Michel Joelsas). Treze anos depois, Val conquista a tão sonhada estabilidade econômica, mas se sente culpada por ter deixado sua filha para trás.

O reencontro de Jéssica com sua mãe acontece de repente, quando a garota decide ir para São Paulo prestar vestibular — na mesma época que o filho dos patrões de Val. No entanto, a convivência conflituosa entre mãe e filha após anos de distanciamento só é acentuada pelo choque de princípios e das distintas realidades sociais.

Que Horas Ela Volta? está em cartaz no Brasil e já marcou presença em diversos festivais internacionais, entre eles o Sundance Film Festival, onde Casé e Camila Márdila receberam a estatueta do júri especial por suas atuações; e no 65th Berlin International Film Festival, onde levou o prêmio de melhor audiência.

Últimas indicações

Os filmes brasileiros selecionados para concorrer à indicação nas últimas seis edições do Oscar foram: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro (2015); O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho (2014); O Palhaço, de Selton Mello (2013); Tropa de Elite 2: o Inimigo Agora é Outro, de José Padilha (2012); Lula, o Filho do Brasil, de Fábio Barreto (2011); e Salve Geral, de Sérgio Rezende (2010).

A última vez que um filme nacional chegou à etapa final do Oscar e disputou a estatueta de Melhor Filme em Língua Estrangeira foi em 1999, com Central do Brasil, do diretor Walter Salles. No entanto, a estatueta daquele ano foi para a produção italiana A Vida É Bela, de Roberto Benigni.

Confira o trailer de Que Horas Ela Volta, de Anna Muylaert:

Via: Assiste Brasil.